Eletricista que bateu moto de frente com ônibus ia ao velório do irmão e sofreu 3 fraturas

O homem que bateu de frente com um ônibus de viagem, na MT-251, estrada para Chapada dos Guimarães, na tarde de segunda-feira (06), é eletricista e se chama Pedro de Ávila, de 56 anos. Ele sofreu três fraturas, na perna esquerda, cotovelo esquerdo e quadril, e vai passar por cirurgia na próxima semana.

Horas antes, Pedro havia recebido a notícia da morte do irmão caçula. O irmão do eletricista é Nei de Ávila, de 46 anos. Ele teve um ataque cardíaco na manhã de segunda e não resistiu. A notícia da morte pegou toda a família de surpresa.

Pedro mora em Cuiabá com a esposa e uma filha e logo que soube do ataque cardíaco, decidiu ir imediatamente para Chapada. “Logo que ele [Pedro] soube da notícia do ataque cardíaco, pegou a moto e veio direto para cá, para ver o que estava acontecendo”, contou Layse Ávila, sobrinha do eletricista, ao RepórterMT.

“Eles eram bem próximos. Quando ficou sabendo disso, ele ficou desesperado, não acreditava e logo pegou a moto para ir até Chapada para ver se era verdade”, continua.

Layse disse ainda que a família conversou com Pedro após o acidente. “Ele contou que, quando fez aquele curva, a vista escureceu e foi então que bateu no ônibus”.

A notícia do acidente deixou a família, que já estava aflita, ainda mais preocupada. “Nós recebemos o vídeo do acidente pelo WhatsApp e já ficamos apreensivos. Graças a Deus não foi nada muito grave”.

Segundo Layse, o eletricista primeiramente foi socorrido na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Chapada dos Guimarães, mas logo foi transferido para o Pronto-Socorro de Várzea Grande. “Ele deslocou a clavícula, quebrou a perna e vai ver se vai fazer cirurgia ainda”, afirmou.

O acidente

O acidente sofrido por Pedro de Ávila pegou muita gente de surpresa na segunda-feira. Câmera de segurança flagrou o momento exato da batida.

No vídeo, é possível ver o condutor indo sentido à cidade de Chapada, quando invade a pista contrária, batendo de frente com o coletivo.

Com o impacto, ele cai na via e a moto fica presa sob a parte da frente do ônibus.

Uma ambulância do Samu (Serviço de Atendimento Médico Móvel de Urgência) foi acionada e prestou os primeiros socorros para o motociclista.

LEIA TAMBÉM

Deixe um Comentário