Crianças são sequestradas por pais negacionistas de vacinas

Em 27 de novembro de 2021, uma família de alemães entrou no Paraguai mesmo com problemas na documentação.

O pai, Andreas Rainer Egler, de 46 anos, viajava com sua filha, Clara, de 10, sem a autorização da mãe da menina.

Juntas iam a atual mulher de Andreas, Anna Maria Egler, que também tem uma filha, Lara, de 11 anos, que entrou no Paraguai sem que o pai tivesse autorizado.

As menores foram vistas pela última vez em 19 de janeiro de 2022. Desde então, não se sabe o paradeiro delas e não há mais notícias dos quatro.

LEIA TAMBÉM

Deixe um Comentário