Governador Mauro Mendes Investe R$ 6,9 Milhões na Saúde: 110 Veículos para Cuiabá e Interior

O Ministério da Saúde abriu – de hoje (20) até 8 de junho – consulta pública sobre Diretrizes Diagnósticas e Terapêuticas do Melanoma Cutâneo, “tipo mais grave de câncer de pele”, informou a pasta.

As contribuições podem ser enviadas até o dia 8 pelo site da Comissão Nacional de Incorporação de Tecnologias no Sistema Único de Saúde (Conitec) e serão analisadas pela Secretaria-Executiva do órgão.

A recomendação inicial apresentada pela Conitec é favorável à aprovação das diretrizes diagnósticas desse tipo de câncer de pele.

Melanina

“O melanoma tem origem nas células produtoras da melanina, substância que determina a cor da pele, e é mais frequente em adultos brancos. Ele pode aparecer em qualquer parte do corpo, na pele ou mucosas, na forma de manchas, pintas ou sinais. Em pessoas de pele negra, esse tipo de câncer é mais comum em áreas como palmas das mãos e plantas dos pés”, anunciou o ministério.

Acrescentou, em nota, que, embora o câncer de pele seja o mais frequente no Brasil e corresponda a cerca de 30% de todos os tumores malignos registrados no país, “o melanoma representa apenas 3% das neoplasias malignas do órgão”.

LEIA MAIS

Baixa participação de Negros na Política: ONU denuncia o Brasil por impunidadade

A corregedoria da Câmara Municipal de São Paulo aprovou a abertura de processo disciplinar contra o vereador Camilo Cristófaro (Avante) por uma frase racista dita por ele em sessão da Casa. O procedimento precisa ainda ser aprovado pela maioria absoluta do plenário, ou seja, 28 dos 55 vereadores. 

A decisão foi publicada hoje (20) no Diário Oficial da capital paulista. Após passar pelo plenário, o processo entra na fase de instrução, quando Cristófaro terá espaço para apresentar sua defesa. Ao final, o procedimento pode levar à suspensão ou cassação do mandato do vereador.

Fala racista

No último dia 3 de maio, Camilo Cristófaro participava de forma remota de uma sessão da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) dos Aplicativos, na Câmara Municipal de São Paulo. Como o microfone do vereador estava aberto, o áudio da fala dele com outra pessoa acabou vazando para a reunião: “Não lavaram a calçada, é coisa de preto, né?”, foi a frase ouvida durante a sessão.

Fizeram representações contra Cristófaro pelo episódio as vereadoras Luana Alves (Psol) e Sonaira Fernandes (Republicanos), além do deputado federal Alexandre Leite (União Brasil), filho do presidente da Câmara Municipal, Milton Leite, e mais uma moradora de São Paulo.

No parecer aprovado pela corregedoria, elaborado pela vereadora Elaine Mineiro do mandato coletivo Quilombo Periférico (Psol), a relatora enfatiza que a fala é nitidamente racista, “alimentadora de estruturas que mantêm a população negra em posição de incompetência e inferioridade, sendo ofensiva a um conjunto indeterminado de pessoas, violentando todas as pessoas negras”. 

Vereador nega racismo

Cristófaro negou que tenha sido racista e se referiu ao episódio como uma “brincadeira”. “Eu não sou racista. Setenta por cento de quem me acompanha são afros. Foi uma brincadeira infeliz com um deles, meu irmão de coração e que, mesmo ele sendo meu amigo há décadas, eu reconheço: fui infeliz, mas racista nunca”, disse, em resposta à Agência Brasil, na ocasião.

A argumentação que classifica a fala como “brincadeira lamentável”, também foi usada em vídeo divulgado nas redes sociais pelo vereador, em que aparece com quatro funcionários negros do mandato. Os funcionários  defendem Cristófaro na gravação.

LEIA MAIS

Confira os Altos e Baixos da Primeira Final da Semana do The Town 2023

A tão aguardada primeira edição do The Town teve início oficialmente no último sábado, 2 de setembro (2/09). Mesmo sob as intempéries de uma chuva intensa acompanhada de raios e trovões, o público declarou sua determinação, e, apesar de alguns contratempos nos primeiros shows, todos saíram ilesos. Mas será que tudo correu realmente bem? Quais foram os aspectos positivos e as principais queixas dos participantes? O primeiro final de semana deste festival de música na capital paulista ficou marcado por diversos desafios, que incluíram lama e rios temporários surgindo no…

LEIA MAIS

Várzea Grande terá cobertura de 100% na atenção primária à Saúde

PROCESSO CONSOLIDA O MODELO DE ESTRATÉGIA SAÚDE DA FAMÍLIA QUE PROMOVE UM MELHOR ATENDIMENTO PREVENINDO EVENTUAIS DOENÇAS ATRAVÉS DE ACOMPANHAMENTOS. NOVAS UNIDADES E NOVOS PROFISSIONAIS COMO MÉDICOS, ENFERMEIROS, TÉCNICOS DE ENFERMAGEM, CIRURGIÕES DENTISTAS, AUXILIARES BUCAIS, AGENTES COMUNITÁRIOS DE SAÚDE Várzea Grande vai dar um passo definitivo na área de saúde pública e ainda em 2023 passará a ter Cobertura de 100% na Atenção Primária à Saúde, que é a porta de entrada dos usuários no Sistema Único de Saúde – SUS, ou seja, o atendimento inicial. Seu objetivo é orientar…

LEIA MAIS

Comissão de Fiscalização Financeira e Controle da Câmara dos Deputados Realiza Audiência Pública com o Ministro da Educação, Camilo Santana

Termina, às 23h59 (horário de Brasília) deste sábado (21), o prazo de inscrição para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2022, versões impressa e digital. Todos os interessados em fazer o exame, isentos ou não, devem se inscrever pela Página do Participante. O exame será aplicado em todos os estados brasileiros, nos dias 13 e 20 de novembro.

Pagamento

Após a inscrição, o participante não isento deve acessar a Página do Participante, com login e senha únicos cadastrados no portal do governo federal (Gov.br), para escolher a forma de pagamento da taxa de inscrição, no valor de R$ 85.

O prazo para pagar a taxa é até 27 de maio. Pela primeira vez, o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) possibilitou o pagamento da taxa por meio de PIX e cartão de crédito, além do tradicional boleto – Guia de Recolhimento da União (GRU Cobrança). Vale lembrar que, após selecionar a opção de pagamento, não será possível alterar a escolha.

Nome social

O participante que se identifica e quer ser reconhecido socialmente pela sua identidade de gênero (participante transexual, travesti ou transgênero) e que já tem o respectivo nome cadastrado na Receita Federal será identificado pelo nome social no momento da inscrição. Contudo, será necessário confirmar a opção na Página do Participante, entre os dias 23 e 28 de junho.

Para os candidatos que querem ser identificados pelo nome social e não têm o respectivo nome cadastrado na Receita, o Inep orienta que seja feita a solicitação de tratamento após a inscrição, no período de 23 a 28 de junho, pela Página do Participante.

Para esse procedimento, será necessário apresentar uma lista de documentos de comprovação das condições que o motivam: foto atual, nítida, individual, colorida, com fundo branco que enquadre desde a cabeça até os ombros, de rosto inteiro, sem uso de óculos escuros e artigos de chapelaria (boné, chapéu, viseira, gorro ou similares); e cópia digitalizada, frente e verso, de um dos documentos de identificação oficiais com foto, válido.

Documentos enviados fora do prazo ou externos à Página do Participante não serão aceitos. Toda a documentação deverá ser anexada e enviada em formato PDF, PNG ou JPG, com tamanho máximo de 2 megabytes (MB).

Enem

O Exame Nacional do Ensino Médio avalia o desempenho escolar dos estudantes ao término da educação básica.

Ao longo de mais de duas décadas de existência, tornou-se uma das principais portas de entrada para a educação superior no Brasil, por meio do Sistema de Seleção Unificada (Sisu) e de iniciativas como o Programa Universidade para Todos (ProUni).

Instituições de ensino públicas e privadas utilizam o Enem para selecionar estudantes, além de universidades em Portugal.

LEIA MAIS

Wesley Safadão se pronuncia sobre pausa indeterminada na carreira.

O cantor Wesley Safadão  durante o show no Rio Grande do Norte explico o motivo da pausa. Ele iniciou sua carreira no ano de 2003 na banda Garota Safada, ficando conhecido no nordeste e tornando sua visibilidade nacional cada vez maior.  O cantor vem passando por ”dias complicados” e teve auxílio de medicação para executar o show.“Eu tenho que aprender a me respeitar, respeitar o meu corpo, a minha saúde, e me cuidar um pouco.” – Disse o cantor. Após a notícia o cantor recebeu apoio dos seus fãs e…

LEIA MAIS

ALMG aprova lei que combate a violência política contra a mulher

O presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (PSD-MG), tem mostrado interesse em colocar na pauta de votação na Casa o Projeto de Lei Complementar (PLP) 18/2022, para reduzir os preços dos combustíveis ao consumidor. Atualmente, o projeto está na Câmara, mas Pacheco já pretende mobilizar os líderes para discutir o tema.

O projeto propõe a desoneração de tarifas de energia, telecomunicações e transportes, e tramita junto com o PLP 211/21, que estabelece limite para a tributação dos bens essenciais, especialmente energia, petróleo, telecomunicações e gás. Os textos estão em regime de urgência e podem ser votados pelo plenário a qualquer momento.

A tramitação dos projetos foi pauta de uma conversa entre Pacheco e o presidente da Câmara, Arthur Lira, ocorrida ontem (19). Após o encontro, o senador foi ao Twitter comentar sobre o encontro.

“Comprometi-me a levar aos líderes o tema que pode contribuir para a redução do impacto dos tributos estaduais sobre o preço dos combustíveis. Ressaltei, também, a importância da conta de estabilização, aprovada no Senado, no PL 1472/21, como medida a ser considerada pela Câmara”, disse, na rede social.

O PL 1472/21 foi aprovado no Senado em março e seguiu para a Câmara. O projeto altera a forma de cálculo do preço dos combustíveis, além de criar uma Conta de Estabilização. O texto também estipula que os preços dos combustíveis derivados de petróleo praticados no país tenham como referência as cotações médias do mercado internacional, os custos internos de produção e os custos de importação.

O relator do projeto, senador Jean Paul Prates (PT-RN), ouviu os setores envolvidos e também o governo, na tentativa de construir um texto em consenso com a maior quantidade de parlamentares possível. O projeto, no entanto, não avança na Câmara.

Jean Paul, inclusive, tem cobrado, em suas falas na tribuna do Senado, a votação do projeto na Câmara. Segundo o senador, esse projeto “pelo menos pode devolver aos brasileiros, e não integralmente aos acionistas, parte dos lucros da Petrobras com o aumento do preço de petróleo e com o valor cobrado pelos derivados importados”.

LEIA MAIS

Conferência internacional debate a sustentabilidade da Amazônia

Um soldado russo de 21 anos disse a um tribunal, nesta sexta-feira (20), que não queria matar um civil desarmado e que se arrependeu sinceramente, ao proferir suas palavras finais no primeiro julgamento de crimes de guerra envolvendo a invasão da Ucrânia pela Rússia, em 24 de fevereiro.

Vadim Shishimarin, comandante de tanques, se declarou culpado de matar Oleksandr Shelipov, um civil de 62 anos, na vila de Chupakhivka, no Nordeste da Ucrânia, em 28 de fevereiro.

“Eu me arrependo sinceramente. Eu estava nervoso no momento, eu não queria matar… foi assim que aconteceu”, disse Shishimarin.

Shishimarin é acusado de disparar vários tiros com um rifle na cabeça de um civil a partir de um carro, depois de receber ordens para fazê-lo.

O advogado de defesa Viktor Ovsiannikov disse ao tribunal que Shishimarin só disparou depois de duas vezes se recusar a cumprir a ordem de atirar e que apenas um dos três a quatro tiros atingiu o homem.

Ele disse que Shishimarin disparou por medo de sua própria segurança e questionou se o réu pretendia matar.

“Ele estava sentado na janela de um carro… o carro estava se movendo em alta velocidade com um pneu furado”, disse Ovsiannikov.

“Concluo que Shishimarin disparou tiros aleatórios e não pretendia matar o civil, e que executou a ordem não com o objetivo de matar a pessoa, mas formalmente, com a esperança de que [os projéteis] não atingissem”, afirmou.

O promotor Andriy Synyuk disse que os argumentos não mudaram a essência do caso.

“O tribunal analisará todas as provas e anunciará sua decisão. Os argumentos da defesa de forma alguma refutam o que demos e não refutam… a culpa do próprio Shishimarin”, disse o promotor.

O juiz pode proferir um veredicto na segunda-feira (23), quando o tribunal se reunir novamente. O promotor pediu prisão perpétua.

*É proibida a reprodução deste conteúdo

LEIA MAIS

Seleção brasileira feminina recebe novo técnico: Arthur Elias

O mineiro Marcelo Melo e o argentino Maximo Gonzales emplacaram a terceira vitória seguida no ATP 250 de Lyon (França) e vão disputar o título de duplas neste sábado (22), em horário ainda a ser definido. Após 1h32m de embate acirrado, Melo e Gonzales levaram a melhor sobre os parceiros Aleksandr Nedovyesov (Cazaquistão) e Aisan-Ul-Haq (Paquistaão): vitórias por 2 sets a 0 (parciais de 7/5 e 6/4).

“Hoje foi um belo jogo. Conseguimos jogar muito bem do começo ao fim. Salvamos um set point no primeiro set e depois acabamos quebrando logo em seguida. Muito bom para nós ter jogado dessa maneira e agora dá muita confiança para a final amanhã [sábado]”, afirmou Melo após a classificação.

Macelo Melo e o parceiro Maximo Gonzales - duplas - ATP 250 LyonMacelo Melo e o parceiro Maximo Gonzales - duplas - ATP 250 Lyon

Ao lado do argentino Maximo Gonzale, Marcelo Melo emplacou três vitórias seguida no ATP 250 de Lyon, preparatório para Roland Garros, que começa domingo (22) – Divulgação/ZDL Sports

Na decisão do título de Lyon – torneio preparatório para o tradicional torneio de Roland Garros que começa domingo (22) – Melo estará frente a frente com o croata Ivan Dodig, com quem o brasileiro já formou parceria, inclusive nesta temporada. Dodig e o norte americano Austin Krajiec avançaram à final após vitória tranquila sobre o norte-americano Max Schnur e o neozelandês Artem Sitak por 2 a 0 (6/1 e 6/2).

A final será a 67ª na carreira de Marcelo Melo, que soma 35 conquistas, recorde brasileiro de títulos que divide com o conterrâneo Bruno Soares. Nesta temporada Melo vem somando vitórias ao lado de Dodig (dois ATP 250 de Adelaide, um no Australian Open e um no Masters 1000 de Miami), do alemão Alexander “Sascha” Zverev (duas no Masters 1000 de Monte Carlo) e com o argentino Gonzales (três no ATP de Lyon).

LEIA MAIS

Celebração com Dignidade: 318 Famílias de Várzea Grande conquistam títulos definitivos de seus lares.

DURANTE A ENTREGA, KALIL BARACAT ANUNCIA A ENTREGA DE PELO MENOS 15 MIL TÍTULOS DE PROPRIEDADE DEFINITIVA AOS MORADORES DE VÁRZEA GRANDE ATÉ O FINAL DE 2024. Um dia para entrar para a história da cidade de Várzea Grande. Um marco de conquista para centenas de famílias que há muito ansiavam por essa realização. Na tarde desta quinta-feira, 31 de agosto, a praça em frente à prefeitura, foi o palco de emoções indescritíveis quando 318 títulos definitivos de imóveis foram entregues a moradores de diversos bairros da cidade. Uma celebração…

LEIA MAIS