Desemprego atinge 12,5 milhões de pessoas, diz IBGE

Cidades | 30 de Outubro de 2018

O desemprego atingiu 12,5 milhões de pessoas no trimestre encerrado em setembro deste ano. Os dados são da Pnad Contínua (Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua), divulgada na manhã desta terça-feira (30) pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística).

 

Embora o número de desocupados seja alto, houve redução no número de pessoas desempregadas. A taxa ficou em 11,9% no período frente aos 12,4% do trimestre anterior (12,7 milhões), valor que mostra que cerca de 474 mil voltaram ao mercado de trabalho. 

 

No mesmo período de 2017 (julho, agosto e setembro), a taxa de desocupados também era de 12,4%. 

 

O resultado para o período foi puxado pela informalidade. O coordenador de Trabalho e Rendimento do IBGE, Cimar Azeredo, afirma este ainda é um problema no Brasil. 

 

“Podemos destacar a queda na desocupação, de 12,4% no trimestre de abril a junho para 11,9%, de julho a setembro. Tem uma retirada de pessoas da fila da desocupação, uma queda de quase meio milhão de pessoas. O problema maior desse avanço é que isso se deu em emprego sem carteira e por conta própria. É um resultado favorável, mas voltado para informalidade e aumento da subocupação."

 

A taxa de pessoas ocupadas aumentou em 1,5%, ou seja, houve aumento de 1,3 milhão de trabalhadores no mercado. O total da população ocupada no período é de 92,6 milhões de brasileiros. 

 

O salário médio dos trabalhadores ficou em R$ 2.222, valor que permanece estável em comparação com o trimestre anterior e com o mesmo período de 2017. 

 

Segundo os dados da Pnad, aproximadamente 27,3 milhões de brasileiros são subutilizados. O número representa 24,2% e é menor do que o registrado no trimestre anterior (27,6 milhões) e maior do que o mesmo período de 2017 (26,8 milhões). 

 

Também houve melhora quando se considera a quantidade de brasileiros que desistiram de procurar trabalho (chamados de desalentados). No trimestre encerrado em setembro deste ano, 4,8 milhões desistiram de encontrar um emprego, número que mostra estabilidade em comparação com o trimestre anterior, mas piora comparado com o mesmo período de 2017 (4,2 milhões). 

• Fonte: R7


Acidente fatal - Máquina tomba e operador infelizmente não sobrevive

Facebook

©Copyright 2018 - Todos direitos reservados a Rondônia Geral

O site não se responsabiliza por conceitos emitidos nos artigos e nas colunas assinadas e também pelo conteúdo dos anúcios de terceiros.