Centro Especializado em Reabilitação de Ji-Paraná é referência na região norte

Jipagora | 16 de Abril de 2018

Foto: Caíque Brilhante

Foto: Caíque Brilhante

O Centro Especializado em Reabilitação (CER) de Ji-Paraná é o primeiro em Rondônia a funcionar de acordo com as normas do Ministério da Saúde. O novo prédio foi inaugurado na última semana.

 

O investimento é de R$ 4.667.435,04 milhões, recursos do Governo Federal, por meio do Ministério da Saúde, com contrapartida de quase R$ 1 milhão do município.

 

O CER conta com neurologista, ortopedistas, otorrinolaringologista, fisioterapeutas, enfermeiros, fonoaudiólogos, terapeutas ocupacionais, técnico de enfermagem, nutricionista, médico clínico geral, psicólogos e servidores administrativos.

 

São vários consultórios médicos, salas para triagem, oficinas terapêuticas, terapias em grupo e individual, terapia infantil, além de um ginásio, piscina térmica, área de convivência e estacionamento.

 

O prefeito de Ji-Paraná Marcito Pinto disse que o CER atenderá de cinco a sete mil pessoas por mês. “O Centro já está funcionando e oferecendo serviços especializados em fisioterapia, terapia ocupacional, fonoaudióloga, enfermagem, psicologia, nutrição, serviço social, além de atendimentos com ortopedistas. Oferecemos tratamento aos pacientes com deficiência física, motora, auditiva e intelectual”, detalhou Marcito.

 

O secretário de saúde Renato Fuverki anunciou um investimento de mais R$ 1.137.000,00 milhão em modernos equipamentos que devem ser entregues até o fim do mês. “Temos agora um Centro altamente estruturado e amplo com diversas especialidades. Atenderemos a população de Ji-Paraná e municípios da região central do estado de maneira muito eficiente.  

 

Já o ex-prefeito Prefeito Jesualdo Pires destacou que o CER é uma referência no Estado.

 

• Fonte: Rul.com.br


Idoso doente abandonado pela família necessita de ajuda

Facebook

©Copyright 2018 - Todos direitos reservados a Rondônia Geral

O site não se responsabiliza por conceitos emitidos nos artigos e nas colunas assinadas e também pelo conteúdo dos anúcios de terceiros.